Domingo, 16 de Dezembro de 2018

Notícias

Sexta-Feira, 27 de Julho de 2018 13:18

Meio Ambiente

Rio em Jaciara amanhece poluído e prefeito pede investigação

O Rio Tenente Amaral é bastante procurado por turistas e praticantes de esportes radicais
Rio em Jaciara amanhece poluído e prefeito pede investigação O Rio Tenente Amaral, no Município de Jaciara, que amanheceu poluído

A coloração e o mau cheiro do Rio Tenente Amaral, em Jaciara (143 km de Cuiabá), surpreenderam e preocuparam moradores da região, na manhã de quinta-feira (26).

O caso foi registrado por meio de fotos e vídeos e compartilhados nas redes sociais.

A região é bastante conhecida por ser ponto turístico da cidade e também frequentada por quem pratica esportes radicais.

Um dos vídeos foi filmado por um fiscal da Prefeitura. Ele chega a comentar com um colega, por meio de rádio comunicador, que peixes também morreram por conta da poluição.

A Secretaria Adjunta de Meio Ambiente da cidade confirmou o caso e informou que foi feita uma vistoria, que constatou que a sujeira vinha de uma usina hidrelétrica.

Após contato com os responsáveis, estes relataram que os resíduos são originários de cana-de-açúcar. De acordo com eles, houve um rompimento na barreira de contenção do local, após a realização de manutenção.

“A mesma foi rompida durante o trabalho de  manutenção e adequação, onde o braço hidráulico da máquina retroescavadeira fez com que rompesse uma das paredes laterais da represa, ocasionando o escoamento de efluentes da vinhaça em direção ao rio”, diz trecho da nota.

Conforme a Secretaria, a usina realizou ainda na tarde de ontem a finalização da manutenção e a recuperação dos resíduos onde houve a poluição.

Além disso, a usina também foi autuada por infração ambiental e um relatório foi expedido e encaminhado para a Secretaria de Estado e Meio Ambiente (Sema) para que tome providências.

Prefeito pede investigação

Ainda na quinta-feira, o prefeito de Jaciara, Abduljabar Galvin Mohammad, encaminhou um ofício para a promotora da cidade, Cassia Vicente de Miranda.

No documento, ele levanta dúvida a respeito da versão da usina e pede que um inquérito civil, em caráter de urgência, seja instaurado pelo órgão.

“Desta forma, sendo o Ministério Público constitucionalmente competente para a proteção dos direitos difusos e do meio ambiente, solicitam-se os empréstimos no sentido de reforçar as ações para a proteção do meio ambiente, em caráter de urgência, sem prejuízo das medidas dos outros de proteção do meio ambiente e polícia ambiental, também já acionados”, diz trecho do documento.

Fonte: Mídia News

VIDEO DA NOTÍCIA

NOTÍCIAS RELACIONADAS

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}