Terça-Feira, 14 de Agosto de 2018

Notícias

Quarta-Feira, 25 de Julho de 2018 10:24

Eleições 2018

Pré-candidatos do Araguaia se unem pelo regionalismo do voto em 2018

O objetivo é conscientizar o eleitor da região a votar em candidatos conterrâneos.
Pré-candidatos do Araguaia se unem pelo regionalismo do voto em 2018 Reprodução

Políticos e pré-candidatos do Araguaia se reuniram, na noite de segunda-feira (13), para fortalecer o regionalismo no leste de Mato Grosso. A ideia é iniciar uma campanha para conscientizar o eleitor da região a votar em seus conterrâneos. O encontro foi convocado pelo deputado estadual Adalto de Freitas e ocorreu em sua residência.

Os pré-candidatos compartilharam a preocupação da falta de representantes da região do Araguaia no cenário político. Atualmente a região tem eleitos apenas dois deputados estaduais. A falta de mais cadeiras ocupadas na Assembleia Legislativa, bem como a inexistência de representante na Câmara e no Senado, limita a promoção de políticas para a região.

O primeiro encontro dessa natureza que ocorreu na região e que reuniu pré-candidatos a deputado estadual e federal e discutiram como fortalecer o regionalismo no leste do estado. O objetivo é incentivar o eleitorado a votar em candidatos de sua região e evitar a atuação dos chamados “pescadores de votos”, que aparecem de quatro em quatro anos, mas não investem no Araguaia.

“Temos algo que nos une, que é fazer o Araguaia votar no Araguaia. A gente poder levar essa ideia para a população”, destacou o anfitrião Adalto. Ele propôs que os pré-candidatos conterrâneos fizessem o acordo de se respeitarem, durante e após o processo eleitoral, e disseminarem a mensagem de regionalismo.

“A ideia é conscientizar o eleitor em escolher entre nós, porque escolhendo alguém de nosso meio, voltaremos a ter uma representatividade maior no estado”, afirmou o deputado estadual Baiano Filho, pré-candidato a reeleição. “A emenda de um deputado, de R$ 5,7 milhões, numa região como essa é muito pequena. Se tiver dois, é melhor, se tiver três é melhor ainda. Se tiver um federal nós vamos ter R$ 15 milhões e se tivermos dois federais serão R$ 30 milhões em emendas parlamentares”, mencionou.

Baiano afirma que a volta da representatividade que o Araguaia já teve na Assembleia Legislativa seria significativa em termos de políticas públicas para a região. Ele citou demandas do leste que ainda precisam de articulação, como a conclusão da BR-158 e da BR-242, o problema de energia elétrica, além de questões fundiárias e de infraestrutura, entre outros.

O pré-candidato Cândido Teles, exaltou a ideia e disse que já passou a hora do Araguaia mostrar sua força, Com o potencial de quase 250 mil eleitores, é possível eleger até 4 deputados estaduais e dois federais, assim a região voltaria ter peso na balança do governo do Estado, que hoje não tem.

Os pré-candidatos a Câmara Federal, o vereador Julio Cesar e o ex-prefeito de Confresa, bateram na mesma tecla, o Araguaia precisa ter representação em Brasília "a força que um deputado federal tem ajuda e muito a região", disse Gaspar Lazari que administrou a maior cidade do norte Araguaia por três mandatos.

Estiveram presentes, oito pré-candidatos estaduais, entre eles, Iracema Fernandes (PSC), de Água Boa, Rodrigo Vieira (PSC), de Querência, Marcos Alexandre (PP), do Pontal do Araguaia, Cândido Teles (SD), de Barra do Garças, Edinor Fernandes (PV), de Canabrava do Norte, José Arimatéia (PP), de Barra, além do próprio Adalto, também candidato, e do Baiano, que reside em Confresa.

Os dois presentes que disputam vaga para federal foram Julio Cesar (PSDB), de Barra, e Gaspar Lazzari (PSD). No evento, Magno Alves (Psol), que sairia candidato à Assembleia Legislativa, desistiu do pleito, visto a quantidade de nomes.

Fonte: Semana 7/Kayc Alves

NOTÍCIAS RELACIONADAS

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}