Terça-Feira, 19 de Junho de 2018

Notícias

Quarta-Feira, 31 de Janeiro de 2018 08:07

Saúde

Governo lança plano estadual de enfrentamento a hanseníase em Mato Grosso

O tema da campanha nacional de 2018, escolhido pela é “Todos contra a Hanseníase”.
Governo lança plano estadual de enfrentamento a hanseníase em Mato Grosso ( Foto: Reprodução )

O governo do Estado lança nesta quarta-feira, o Plano de Enfrentamento da Hanseníase. A solenidade está marcada para às 8h, no Auditório Cloves Vettorato, no Palácio Paiaguás. O governador Pedro Taques e o secretário de Estado de Saúde, Luiz Soares, assinam uma portaria instituindo ações para serem executadas até o ano 2020.

O tema da campanha nacional de 2018, escolhido pela Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH) é “Todos contra a Hanseníase”. A Secretaria de Estado de Saúde por meio da equipe técnica da Superintendência de Atenção à Saúde e da Coordenadoria de Ações Programáticas Estratégicas (Coapre), vai criar uma agenda única com os municípios para divulgar as ações que ocorrerão em todo o Estado, para o enfrentamento da doença.

Os dados parciais da hanseníase no Estado, registrados pela SES, mostram que em 2017, a proporção de cura foi 74,2% e a proporção de abandono foi de 6,9%. Mesmo com esse avanço no combate à doença, Mato Grosso ainda ocupa o topo do ranking de ocorrências no País.

O Plano estadual começou a ser executado em 2015 e passou por reformulações e redimensionamento de investimentos no ano passado, com a contribuição direta de técnicos do Cermac, Laboratório Central (Lacen), Escola de Saúde Pública de Mato Grosso (ESP-MT), Centro de Reabilitação Dom Aquino Correa (Cridac), e Escritórios Regionais de Saúde.

As atividades previstas no plano são voltadas para o fortalecimento da rede de atenção à saúde para a atenção primária, ambulatorial especializada, hospitalar e de urgência e emergência, rede de autocuidado e reabilitação em hanseníase estadual e regional e de educação e comunicação em saúde.

Nas áreas técnicas que integram a Secretaria Adjunta de Políticas e Regionalização, serão intensificadas as discussões do tema nas ações programáticas e estratégicas da SES, em especial no Programa Saúde na Escola, Programa Bolsa Família, Programa Estadual Pró-Família, bem como no Telessaúde e a Escola de Saúde Pública. Esses programas têm como prioridade a prevenção e, por essa razão, são desenvolvidos em escolas da rede pública para detectar a doença em jovens entre 5 e 15 anos de idade.

As ações de diagnóstico iniciam nesse primeiro semestre logo após a retomada do ano letivo e devem atender a mais de 300 mil alunos em todo o Estado.

Considerando que a base de dados do Sistema de Informação de agravos de notificação (Sinan) para hanseníase, encerra-se em 31 março, os dados parciais mostram que até dia 18, 3.239 casos novos de hanseníase em 2017, sendo que destes, 174 casos ocorreram em menores de 15 anos. Houve um aumento de aproximadamente 700 casos novos em relação ao ano de 2016.

A SES alerta para o indicador de exame de contatos, que no ano passado está em 59,9%, sendo este considerado muito baixo. O exame de contatos é a principal estratégia de controle da doença, nesse caso, é importante que os municípios intensifiquem a estratégia.

O Sinan, do Ministério da Saúde, informa que Mato Grosso registrou as maiores taxas de detecção de hanseníase do país.

Fonte: Só Notícias

NOTÍCIAS RELACIONADAS

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}