Domingo, 22 de Setembro de 2019

Notícias

Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019 08:57

Casamento

Doze casais LGBTIs oficializam união nesta sexta em Cuiabá

Edição voltada para os casais homoafetivos acontece no Buffet Rose Capriata e terá cerimônia ecumênica
Doze casais LGBTIs oficializam união nesta sexta em Cuiabá O vice-presidente do Conselho Municipal de Atenção à Diversidade Sexual, Clóvis Arantes

Doze casais de homens e mulheres gays e lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais (LGBTIs) irão oficializar seus relacionamentos nesta sexta-feira (28), durante a 1ª Edição do Casamento Comunitário para casais homoafetivos.

O evento, que contará com uma cerimônia ecumênica e é promovido pelo Conselho Municipal de Atenção à Diversidade Sexual (CMADS), está agendado para as 19h e ocorre no Buffet Rose Capriata. A data foi escolhida por comemorar o Dia Internacional do Orgulho Gay.

O casamento civil entre pessoas do mesmo sexo foi autorizado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) em outubro de 2011. Antes, esse tipo de união era firmada apenas por um contrato estável.

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), os casamentos civis de casais do mesmo sexo passaram não só a entregar certidões, como garantir direitos, com o reconhecimento e devidos benefícios assegurados.

Além da oficialização matrimonial, os participantes terão festa com Buffet, que será aberta apenas para os convidados dos casais participantes, já definidos previamente.

De acordo com o presidente do Conselho Municipal de Atenção à Diversidade Sexual (CMADS), Valdomiro Arruda, a iniciativa do projeto foi pensada em garantir a cidadania, resgatar a dignidade humana e ressaltar o combate à intolerância e ao preconceito.

“Posso garantir que os casais terão uma cerimônia muito bem organizada, com todos os itens necessários para realização de um momento tão importante como esse. Toda a produção será por nossa conta, graças às parcerias que sempre contribuem para que pudéssemos realizar eventos de qualidade”, disse.

O vice-presidente do Conselho, Clóvis Arantes lembra que os casais participantes tiveram que obedecer alguns requisitos, dentre eles a comprovação de carência financeira, caracterizando hipossuficiência, que é uma condição estabelecida na Lei do Direito ao Consumidor, pois não haverá custo para os noivos ou noivas.

“A cerimônia representa mais uma conquista para a comunidade LBGTI de Cuiabá. Será um momento de celebração ao amor, igualdade, diversidade e cidadania”, afirmou.

Fonte: Mídia News

NOTÍCIAS RELACIONADAS

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}